ATENÇAO 7 e 8 de julho Fórum Sul-Sudeste de Urgência e Emergência

NO DIA 02 DE JULHO (SÁBADO) DE 9:00 as 12:00 VAMOS DISCUTIR O TEMA PARA NOS PREPARAR PARA O FÓRUM ABAIXO. PEÇO QUE CONFIRMEM PRESENÇA NA REUNIAO DO DIA 02 DE JUNHO PARA QUE POSSA INFORMAR NA RECEPÇAO DO CRM-ES. ENVIEM EMAIL PARA marcellodalla@saude.es.gov.br; marcello.dalla@uvv.br; marcellodbdalla@gmail.com ou pelo celular 9298 – 7475.

Fórum Sul-Sudeste de Urgência e Emergência
As propostas para melhoria no atendimento do setor público de saúde nas regiões Sul e Sudeste do País serão definidas em Vitória

A situação do atendimento de urgência e emergência no serviço público de saúde; análise crítica do Protocolo de Manchester (classificação de risco); medidas para reduzir a superlotação nas emergências; responsabilidade penal e administrativa dos profissionais médicos, incluindo diretoria e gestores da unidade de atendimento; o papel da vigilância sanitária nos locais de atendimento público e privado, entre outros importantes e polêmicos assuntos serão debatidos nos dias 7 e 8 de julho, no Fórum Sul-Sudeste de Urgência e Emergência, a ser realizado no Hotel Radisson, em Vitória.

Para debater o tema, estarão presentes o presidente e o vice-presidente do Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo (CRM-ES), respectivamente, Aloizio Faria de Souza e Oswaldo Pavan Junior, bem como representantes de entidades médicas nacionais e do governo federal. A organização local do evento, que ficou a cargo do CRM-ES, está confirmando a presença dos debatedores, conferencistas e secretários das mesas de debates do Fórum. Assim que a programação estiver completa será divulgada à classe médica.

Ao final do evento, vai ser elaborada a Carta Sul-Sudeste, com o resultado do Fórum, incluindo os problemas identificados e as propostas de solução. Este documento vai para o Ministério da Saúde para que, junto com o resultado do Fórum Norte-Nordeste, sejam definidas as diretrizes do atendimento de urgência e de emergência em todo o País, levando em consideração as características regionais.

A participação da classe médica nesse debate é de fundamental importância, pois é o médico quem realiza o atendimento, quem conhece as dificuldades do setor e pode contribuir efetivamente com propostas para a melhoria das condições de trabalho e, conseqüentemente, do atendimento à população.

Reserve já a sua vaga e participe!

TEMAS DO FÓRUM

Por quê os Serviços de Urgência e Emergência estão Funcionando Acima de sua Capacidade de Atendimento
Responsabilidade Penal e Administrativa do Emergencista, do Diretor Técnico e do Gestor
Responsabilidade Ética do Emergencista, do Diretor Técnico e do Gestor
Situação Atual dos Prontos-Atendimentos no Espírito Santo
A Condição da Qualidade do Atendimento de Emergência
O Investimento Público na Urgência e Emergência – Análise Crítica
O Que a Sociedade Civil Pode Fazer para Melhorar a Saúde Pública
O Que Fazer para Motivar o Profissional de Saúde
Modelo Ideal de Emergência
Papel da Vigilância Sanitária nos Locais de Atendimento Público x Privado
A Vigilância Sanitária está cumprindo o seu Papel de Fiscalização nos Serviços Públicos de Urgência e Emergência?
A Importância da Aprovação da Lei do Ato Médico para a População
A Situação do Atendimento de Urgência e Emergência no Serviço Público de Saúde
Protocolo de Manchester: Análise Crítica
A Importância da Formação do Profissional Médico na Urgência e Emergência
Gestão de Saúde – Medidas para Reduzir a Superlotação em Emergências
Medidas Administrativas Éticas para Reduzir o Período de Internação na Urgência e Emergência

tel: (27) 2122-0100 | fax: (27) 2122-0117
e-mail: crmes@crm-es.org.br | site: http://www.crm-es.org.br

Anúncios